16 de maio de 2013

A Sanzala do Campo Grande

Em Redor do Bairro da Quinta da Calçada


Restaurante Sanzala. 1967. Arnaldo Madureira.

A Sanzala era um Night-Club (na altura o nome correto era Boite) e restaurante só para gente fina? e cuja construção era uma cubata enorme. Não encontrei referências à Sanzala dignas de nota,  a não ser pessoas a dizer que lá estiveram numa festa ou a jantar. Pelas referências que encontrei, havia às tardes de fim de semana uns bailes para gente nova e à noite já só podiam entrar adultos. Mas tenho memória de ouvir dizer que a Boite pertencia ao Duo Ouro Negro (vedetas internacionais na altura), mas não sei se era verdade. A sua construção deve ter acontecido por volta de 1962 ou 63 e creio que durou até 1973 mais coisa menos coisa. Deu mais tarde lugar no mesmo local ao Bingo do Sporting e devem ter utilizado a mesma construção da Sanzala, apenas remodelando o aspecto exterior. Na Boite A Sanzala nunca lá entrei (até porque era ainda um puto) mas, no Bingo entrei várias vezes e tinha uma sala grande e redonda, com tectos altos e a porta de entrada era no mesmo sitio da porta de A Sanzala. 

Boite Sanzala, porta de entrada. 1965. Artur Goulart.


Vou contar uma "aventura" onde estive envolvido, tinha talvez uns 9 anos e que deu brado durante anos, que foi o "assalto" que um bando de putos entre os 8 e os 12 anos (mais coisa menos coisa) anos fez ás instalações da Sanzala. Nessa altura eu e outros putos do Bairro da Quinta da Calçada apanhávamos bolas de ténis no CIF, como já contei aqui. Ora a Sanzala, tinha um galinheiro fabuloso com galinhas, patos, etc e até faisões. Este galinheiro fazia paredes meias com o olival do CIF e só uma rede os separava. e nós fomos aos poucos arrebentado a rede que era grossa e nós uns putos, e um dia fizemos o "assalto". Já não me lembro do que surripiamos, nem de como foi que aquilo se iniciou, o mais certo foi algum dos mais velhos dar a ideia e os outros foram atrás, mas sei que levamos muita coisa (galinhas e patos, etc) para casa. Não sei como eles descobriram (devem ter visto o buraco na rede e deduzido que os apanha bolas estavam metidos nisso) ou então foi quando chegamos á Quinta da Calçada, aquilo espalhou-se e como ainda havia posto da policia a certa altura estávamos todos de cana. Não me recordo de mais pormenores a não ser de só ter saído do posto lá para as oito da noite quando os meus pais chegaram do trabalho e tiveram de ir pedir dinheiro emprestado para pagarem a multa, que foi bastante. Ah, e também da tareia que levei.


Boite Sanzala, jardins exteriores. 1965. Artur Goulart.

Boite Sanzala, jardins exteriores e esplanada. 1965. Artur Goulart.

Inicio da Estrada de Telheiras junto ao Campo Grande, 
à esquerda A Sanzala. 1967. Arnaldo Madureira.

 Restaurante Sanzala. 1967. Arnaldo Madureira.

Anúncios em 1968 em A Capital.

Segunda Circular junto ao Campo Grande em 1961. A Boite Sanzala ainda não tinha sido 
construída. A sua construção deve ter acontecido em 1962 ou depois. Artur Goulart.

Segunda Circular junto ao Campo Grande em 1961. A Boite Sanzala ainda não tinha sido
construída. A sua construção deve ter acontecido em 1962 ou depois. Artur Goulart.



Esta foto é para termos uma ideia de como era o interior de A Sanzala. É de 1966 e diz respeito a uma confraternização do Quinteto Académico, um grupo musical, evoluído para a altura, no restaurante A Sanzala. O Quinteto Académico era formado tanto por músicos portugueses, como por estrangeiros.
Foto de guedelhudos.blogspot.com


Anuncio de 1972 no Diário de Lisboa.

Estas três fotos onde está a minha irmã Isaura (à esquerda nas duas primeiras, de vestido branco e talvez com uns 18 anos), dizem respeito a um almoço? de confraternização na esplanada de A Sanzala, aí por volta de 1969 ou 1970.

(Fotos do Arquivo Fotográfico da CML, excepto as assinaladas)


Sem comentários:

Publicar um comentário